AAFCorsan selo35

Quarta, 07 de Abril de 2021

Para fazer frente ao amplo espaço na mídia que as iniciativas de privatização da Corsan, por parte do governo do Estado,  tem tido ultimamente, o Sindiágua está lançando uma campanha de comunicação buscando acessibilizar à comunidade gaúcha as implicações e consequências deste passo. “Precisamos ter um menor desequilíbrio na busca de informar o usuário da Corsan e também a classe política sobre os prejuízos aos gaúchos de uma privatização da água.”, destaca a publicação do Sindicato que convida todos os colegas a contribuírem com um aporte financeiro para custear a campanha. “O custo inicial da nossa campanha é de R$50 mil no primeiro mês. Propomos uma campanha de no mínimo seis meses. Propomos também um aumento de alcance das nossas mensagens, seja por outdoor ou por mídia em TV, além da mídia em rádios como já está acontecendo”, justifica o Sindiágua.  Para receber as contribuições, a entidade criou uma conta específica. Veja como participar:

Quinta, 01 de Abril de 2021

Foi publicado nesta quinta-feira (1) no jornal Correio do Povo, o edital de convocação aos associados para participação nas eleições para diretoria executiva da AAFCorsan, que ocorrem no dia 27 de maio próximo. Na publicação constou equivocadamente o dia 27 de junho, mas já foi providenciada uma errata que você pode acessar aqui. Já nesta sexta-feira (2) inicia-se o período para apresentação de chapas, que encerra no próximo dia 16 de abril. As inscrições serão realizadas por meio eletrônico, sendo que os documentos devem ser encaminhados para o e-mail aafcorsan@aafcorsan.com.br em formato PDF. 

Quarta, 31 de Março de 2021

Uma Assembleia realizada na manhã de hoje (31) e que contou com a presença de representantes de cerca de 250 municípios com contratos com a Corsan a Federação das Associações de Muniípios do RS (FAMURS) aprovou uma nota cobrando do governo do Estado a participação no processo decisório relativo à privatização da Companhia. "Sem os municípios, não existe CORSAN. São os municípios que detém o direito à água e ao esgoto. Portanto, o destino da CORSAN não pode ser decidido sem participação dos municípios. Não abrimos mão do nosso direito de participar para decidir, coletivamente, junto com a Assembleia Legislativa, Governo do Estado e sociedade gaúcha, qual o melhor caminho para um bem fundamental como a água do povo gaúcho", diz o documento, que pede à Assembleia Legislativa a suspensão da tramitação da PEC que extingue o plebiscito sobre o tema. Clique aqui para ler na íntegra.